Mestrado em Música celebra 10 anos de fundação

Karen Oliveira de Agecom/UFRN

Em 2023, o Programa de Pós-Graduação em Música (PPGMus) da Escola de Música (EMUFRN) da UFRN completa dez anos de atividades. Fundado em 2012 e recebendo sua primeira turma no ano seguinte, o curso de Mestrado em Música já formou 173 pessoas, que atuam em orquestras e em universidades de todo o Brasil.

O PPGMus tem duas linhas de pesquisa. A primeira é Processos e dimensões na formação em música, que foca na formação musical de alunos e de professores em variados contextos da atualidade. A segunda, Processos e dimensões na produção artística, estuda o fazer musical com ênfase na produção artística dos séculos XX e XXI, contemplando aspectos relacionados à criação musical, à técnica e à formação do intérprete.

Joana Holanda, coordenadora do PPGMus, acredita que o programa é “um espaço para a formação de massa crítica e especializada, contribuindo para o fortalecimento e ampliação das produções musical e científica brasileiras em todo o território nacional”. De acordo com ela, o PPGMus tem uma importante relevância regional, porque recebe alunos de diversos estados do país que buscam estudar e pesquisar em áreas não oferecidas por outros programas de pós-graduação.

O PPGMus é um dos poucos programas de pós-graduação em música no Nordeste brasileiro. Existem apenas quatro na região, sendo os outros três oferecidos pelas seguintes universidades: Universidade Federal de Paraíba (UFPB), Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e Universidade Federal da Bahia (UFBA), e estes também atendem à região Norte, que não tem nenhum programa próprio.

Além de receber pessoas do Brasil inteiro, o programa também já formou discentes de outros países. Por meio do programa de intercâmbio Erasmus+, o PPGMus recebeu alunos e professores da Itália, da Dinamarca e da Finlândia. Uma parceria com a universidade alemã Westfälisch-Wilhelms Universität Münster (WWU) proporcionou intercâmbios de alunos de percussão e de violoncelo. A parceria foi, posteriormente, estendida para todos os departamentos da UFRN e da WWU, possibilitando a mobilidade de discentes e de docentes de outras áreas.

Ex-alunos do programa atuam como músicos em diversas orquestras do Brasil e da Argentina e como professores em universidades, em institutos federais e em escolas de ensino básico no Rio Grande do Norte e estados vizinhos. Produções intelectuais de egressos também já foram publicadas em revistas musicais, como Música Hodie, Opus e Vórtex.

Atualmente, o PPGMus tem três grupos de pesquisa: Grupo de Pesquisa em Práticas de Instrumentos de Metal (GPM) para instrumentos de metal; Grupo de Estudos e Pesquisa em Música da UFRN (Grumus); e Música em Múltiplos Contextos (GPMUC), direcionado para a pesquisa sobre o ensino de música.

Os projetos de pesquisa do programa buscam explorar a realidade musical do Brasil, do RN e de Natal. Alguns projetos ativos da primeira linha de pesquisa são: Saberes e práticas musicais de grupos tradicionais da região metropolitana de Natal; Etnomusicologia no Nordeste Brasileiro; e Estudos sobre música e contexto em Natal-RN. Na linha dois, projetos como: O Violino no Século XX e XXI; e Pesquisa, catalogação, edição e divulgação de obras brasileiras para piano do século XX exploram a criação e performance musical nos séculos XX e XXI.

Para comemorar o aniversário de 10 anos, o PPGMus realizou um evento no Auditório Onofre Lopes da Escola de Música (EMUFRN), no dia 14 de agosto, que também marcou a abertura do semestre 2023.2. O encontro, disponível no canal do Youtube do auditório, contou com apresentações, com mesa-redonda e com a palestra Os Sons como Linguagem Espacial, proferida pelo professor Alessandro Dozena.

Últimos dias para a inscrição no Programa de Mestrado em Música

Sammara Bezerra de Agecom/UFRN


Estão abertas, até o dia 12 de maio, as inscrições para o programa de Mestrado na Escola de Música da UFRN (EMUFRN). Ao todo, serão ofertadas 17 vagas, distribuídas segundo a disponibilidade dos professores orientadores entre duas linhas de pesquisa: Processos e dimensões da formação em Música; e Processos e dimensões da produção artística.

De acordo com o edital, podem se candidatar graduados em Música ou candidatos em conclusão e diplomação de curso. Para a linha de pesquisa de Processos e dimensões da formação em Música, poderão candidatar-se projetos em Educação Musical. Já na linha de pesquisa Processos e dimensões da produção artística poderão ser submetidos projetos na área de performance musical que tenham como temática: Canto Popular, Clarinete, Música de Câmara, Percussão e/ou Bateria, Piano, Prática instrumental, Regência, Trombone, Trompa, Trompete, Violino e Violoncelo.

Para a coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Música (PPGMus/UFRN), Joana Holanda, a pesquisa na área é ampla e multifacetada, sendo uma oportunidade de expansão. “Assim como as demais áreas de conhecimento, a música, enquanto ciência, delineia suas perspectivas de pesquisa por caminhos já experimentados e consolidados, mas em constante processo de atualização e de transformação. A pesquisa na área vem em ascensão com vistas a compreender este caráter multifacetado da música e de suas múltiplas interfaces com a sociedade”, explica Joana.

As etapas da seleção consistem em homologação das inscrições solicitadas, análise do pré-projeto de pesquisa e uma prova dissertativa-argumentativa para os candidatos aprovados nas primeiras fases. O exame será realizado em formato remoto no dia 1º de junho de 2023, às 9h. Além disso, será feita uma arguição sobre o pré-projeto de pesquisa e análise do vídeo de performance musical submetido pelo candidato.

Escola de Música da UFRN sedia o XXXII Congresso da ANPPOM

Entre os dias 17 e 21 de outubro, a Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Música (ANPPOM) realiza o seu 32° congresso na Escola de Música da UFRN. O evento tem como meta congregar pesquisadores/as, docentes, discentes e profissionais, em geral, vinculados à área de música, com os propósitos de: promover a socialização e o debate de pesquisas, estudos e práticas nas diversas subáreas da música; favorecer partilhas de experiências entre pesquisadores/as de diferentes regiões e instituições do país; possibilitar a articulação de pesquisadores que trabalham com temáticas afins; e contribuir com a formação de futuros pesquisadores na área de música.

Com o tema Múltiplas dimensões da práxis musical na produção do conhecimento em música, definido a partir das discussões empreendidas nos últimos congressos, especialmente nas mesas-redondas e nos Grupos de Trabalho, e na lista de discussão da Associação, o XXXII Congresso da ANPPOM se propõe a promover reflexões críticas sobre a pesquisa e a pós-graduação em música, de modo a fomentar: a) a discussão sobre a natureza dos tipos de conhecimento produzidos pela área de música no país; b) a análise das inter-relações – realizadas e demandadas – entre conhecimento científico, artístico, tecnológico, filosófico, entre outros, na área de música; c) o debate sobre diretrizes, linhas de ação e estratégias que têm caracterizado as políticas públicas atuais de ciência, tecnologia, inovação, educação e cultura, focalizando questões pertinentes à área de música e estratégias para a ampliação de sua participação e o incremento de sua produção.

A estrutura do Congresso abrange: um encontro do fórum das associações das áreas de artes, um encontro do fórum dos coordenadores dos PPGs da área de música, um encontro do fórum de editores de música, uma sessão de lançamentos de livros e outros produtos resultantes de trabalhos de pesquisa em música; duas conferências internacionais; três mesas-redondas; sessões de comunicações de pesquisa, exposição de pôsteres, simpósios temáticos, grupos de trabalho e apresentações científico-artístico-musicais, buscando atender a pluralidade da Práxis Musical e do Conhecimento em Música na atualidade.

As conferências e as mesas-redondas contarão com a participação de pesquisadores/as e professores/as de destaque na produção de conhecimento no país e no exterior e, somadas às demais atividades de comunicação e troca de conhecimentos, oportunizarão a socialização do conhecimento e o intercâmbio interinstitucional no cenário nacional e, também,  partir de parcerias internacionais.

Sobre a ANPPOM

A ANPPOM é a mais longeva e representativa organização brasileira da área. Fundada em 1988, agrega a pluralidade dos perfis profissionais e acadêmicos. A sua organização foi pensada a partir de diferentes expertises e áreas de concentração (Educação Musical, Etnomusicologia, Performance, Sonologia, Semiótica, Composição, Música e Interfaces), com o propósito de discutir a formação e a pesquisa musical no país, em todos os níveis.

Programação do XXXII CONGRESSO DA ANPPOM

A programação artística conta com apresentações da Filarmônica UFRN, Coral Infanto Juvenil da UFRN, Duo Cesetti-Qi, Soprano Emily Akuno, Trio Calidris, Trompiguares, Pianista Joana Holanda, Quarteto de Saxofones Bravo, Bibiana Bragagnolo, Soprano Elke Riedel, Violinista Ronedilk Dantas, Pianista Durval Cesetti, Sexteto Potiguar, Anderson Pessoa Quarteto Jazz, Almares, Quarteto Anama, Violonista Eugênio Lima, Duo Dialético, Big Band Jovem, Big Band Jerimum Jazz. Confira mais informações nas redes sociais da EMUFRN.

A programação geral do evento pode ser conferida no PDF abaixo: